LOUCO POR CINEMA

Brasil, 1994, cor, 100min.

 

Direção: André Luiz Oliveira.

Produção: Marcio Curi.

Trilha Sonora: Cláudio Vinicius e André Luiz Oliveira.

Direção de Fotografia: Antônio Luiz Mendes.

Gênero: Comédia.

 

Elenco: Nuno Leal Maia, Jairo Matos, Denise Bandeira, Roberto Bonfim, Noemi Marinho, Eduardo Conde, Guará Rodrigues, Bidó Galvão, Dimer Monteiro, Guilherme Reis, Renato Matos, Emerval Crespi.

Nos anos sessenta, Lula participa do filme underground O caminho da Serpente, interrompido com a morte do diretor, vítima de overdose. Sentindo-se culpado pelo acidente, Lula enlouquece. No seu delírio, uma missão: terminar O Caminho da Serpente, único caminho para recuperar o eixo de sua vida. No manicômio onde é internado, conhece a psicóloga Vera que, seduzida pela peculiar história de Lula, torna-se aliada do paciente. Lula só quer filmar. Solucionar o enigma que o atormenta e que o levou à loucura. Traça, então, uma estratégia mirabolante.

Prêmios
  • Participação no 17º Festival do Novo Cinema Latino Americano, Havana, Cuba, 1995.

  • Participação no 28º Festival Internacional de Cinema de Montevidéu, Uruguai, 1996.

  • Participação no XV Festival Internacional de Cinema de Istambul, Turquia, 1996

  • II Mostra do Cinema Brasileiro de Cuiabá (1995) nas categorias Melhor Direção e Melhor Ator.

  • 27º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, (1994) nas categoriais Melhor Filme, Melhor Diretor (André luiz Oliveira), Melhor Ator (Nuno Leal Maia), Melhor Trilha Sonora Original (Cláudio Vinícius), Melhores Atores Coadjuvantes e Melhor Filme pela Crítica.

Louco por Cinema foi o único filme lançado durante o período de extinção da Embrafilmes pelo Programa Nacional de Desestatização (PND) do governo de Fernando Collor de Mello.