ARAGUAYA, A CONSPIRAÇÃO DO SILÊNCIO

O exército brasileiro no auge da ideologia da segurança nacional, um partido de esquerda dissidente, militantes aguerridos (a maioria deles ainda jovens e inexperientes), inocentes camponeses e uma região onde a ambição e a miséria disputavam lugar palmo a palmo. É neste cenário que está o Padre Chico (Stephane Brodt), um religioso francês que chegou à região do Araguaia no início dos anos 60. A profunda identidade de Padre Chico com as pessoas da região, associada ao seu sentimento religioso e dúvidas existenciais, fazem com que o religioso presencie os eventos ligados à formação da Guerrilha do Araguaia.

Brasil, 2004, cor, 105min.

 

Direção: Ronaldo Duque.

Produção: Márcio Curi e Ronaldo Duque.

Trilha Sonora: Renio Quintas.

Direção de Fotografia: Luís Abramo e Jacques Cheuiche.

Gênero: Drama.

 

Elenco: Stephane Brodt, Fernanda Maiorano, Norton Nascimento,

Françoise Forton, Danton Mello, Thierry Tremouroux, Cláudio

Jaborandy, Fernando Alves Pinto, Narciza Leão.

Prêmios
  • 32º Festcine Gramado – (2004) na categoria Kikito Especial do Júri.

  • Prêmio de Incentivo ao projeto do Pólo de Cinema e Vídeo Grande Otelo, Brasília.

  • Prêmio do Programa de Deenvolvimento de Projetos Audiovisuais do Ministério da Cultura.